Lisbon Summit Press Releases Mozambique

,

MOZA0001

Data: 5 de Fevereiro de 2014
Contacto: Alex Mugan, Diretor de Marketing – Global Career Company
Tel: +44 (0) 20 8834 0331
Email: alexander.mugan@globalcc.net
www.careersinafrica.com/pt
Páginas: 3

Com a Indústria Mineira Moçambicana em ascensão os Responsáveis de Recursos Humanos de vários sectores têm os olhos postos no Fórum Careers in Africa Lisboa

As quatro concessões mineiras atribuídas no ano passado, com uma expectativa de gerar £3 biliões e 1000 vagas de trabalho, aliadas ao potencial de oportunidades neste mercado, têm atraído os candidatos Moçambicanos na diáspora a candidatar-se a eventos de recrutamento como o Fórum de Recrutamento Careers in Africa Lisboa.

Londres, Reino Unido – Entre as más notícias, como o aumento do custo energético e os riscos associados a tecnologias como parques eólicos, as boas notícias correm o risco de se dissipar.

Em Moçambique, a ideia de que as resevas naturais de carvão e gás natural podem contribuir substancialmente para a melhoria do custo de vida, da educação e dos rendimentos familiares, está a ser corroborada pela indústria mineira e pelo governo. Ao contrário de outros países africanos onde se criam restrições à indústria mineira, Moçambique tem conseguido administrar com sucesso os interesses nacionais e o investimento estrangeiro, de forma a criar estruturas sustentadas e novas formas de rendimento para os cidadãos Moçambicanos.

Os sinais de desenvolvimento económico em Moçambique sustentado pela indústria mineira culminaram na criação de um sector dinâmico de recrutamento para esse mesmo sector. O conhecimento externo aliado à força de trabalho local proporcionou aos Moçambicanos e aos expatriados novas fontes de rendimento e prosperidade. Cada vez mais os empregadores procuram Moçambicanos para os seus quadros, através de um maior investimento em eventos de recrutamento em todo o Mundo, tal como os da Global Career Company (Careers in Africa Lisboa)

Recrutamento e prosperidade

Cláudio Osório, um consultor de recrutamento especializado no mercado Moçambicano defende que este é o momento para profissionais da indústria mineira e para o país da África Austral,“Enquanto que em outros mercados o sector mineiro não é mais robusto, em Moçambique o seu potencial é claro. Este desenvolvimento está a ter um forte impacto nos profissionais com nacionalidade Moçambicana, que se encontram a preparar o seu regresso ao país de origem. Vamos ter um ano sensacional pela frente!”

As reservas de gás e de carvão em Moçambique – juntamente com a sua cultura empresarial dinâmica – fazem com que o país se torne num dos mais promissores para o sector mineiro internacional. Estudos conduzidos pelo Fast Market Research clarificam que em 2014 é expectável o rápido crescimento da produção e o desenvolvimento de indústrias associadas, o que certamente trará desafios e oportunidades para os Recursos Humanos do sector mineiro.

Actividades recentes de pesquisa e a descoberta de grandes reservas de gás natural imprimiram um novo dinamismo ao sector de recrutamento mineiro em Moçambique, tanto localmente como internacionalmente. Espera-se que a atribuição das novas 4 concessões mineiras gere por volta de £3 biliões e que crie mais de 1000 novos postos de trabalho. Estas necessidades disponibilizadas pelo mercado levam a que os empregadores explorem novas oportunidades nos eventos de recrutamento,“O Mercado está em plena actividade”, indica Cláudio Osório, “os nossos competidores estão a desenvolver novos eventos focados no mercado Moçambicano, enquanto nós verificamos um claro crescimento no interesse dos candidatos e dos nossos clientes no Fórum de Lisboa, que celebrará este ano a sua sétima edição.”

Mais oportunidades de emprego local, a criação de ambiente que proporciona o empreendedorismo e que dá rendimento sustentável ao mercado mineiro e uma maior segurança energética global – O sector mineiro em Moçambique parece ser o alvo de investimento em 2014, o que leva Cláudio Osório acreditar ainda mais que o Fórum Careers in Africa Lisboa será uma mais-valia para empregadores e profissionais.

“O nosso Fórum conta com uma pré-selecção especializada, uma rede de contactos com profissionais de topo e empresas lideres de Mercado. Para os empregadores que procuram atrair profissionais internacionalmente, a única forma de terem a certeza que o seu investimento terá um retorno é através de um processo de pré-selecção altamente escrutinado. Connosco você irá conhecer candidatos que reembolsarão o custo da sua viagem Lisboa.”
O Fórum Careers in Africa da Global Career Company irá ter lugar em Lisboa no próximo mês de Maio. Os candidatos e as empresas interessadas deverão aceder ao website www.careersinafrica.com para mais detalhes.

Fim

Artigo baseado nos resultados do Questionário Careers in Africa aplicado a profissionais Moçambicanos na Diáspora em 2013.
279 Responderam ao questionário na sua totalidade

Factores-chave:

A Global Career Company foi criada em 2002
Candidatos esperados para o Fórum – 15,000
Contratações feitas através dos Fóruns – mais de 7000
Países Africanos para os quais já recrutaram – 45
Profissionais na rede de contactos da Global Career Company nos Mercados Emergentes – mais de 500,000
Sectores trabalhados – All, Energia, Finanças, FMCG, TI e Telecomunicações, e serviços profissionais

Date: 5th February 2014
Contact: Alex Mugan, Marketing Director – Global Career Company
Tel: +44 (0) 20 8834 0331
Email: alexander.mugan@globalcc.net
Pages: 3

Mozambique Mining Ready for Lift-Off as HR Professionals from All Sectors Look to Careers in Africa Recruitment Summit in Lisbon

With four new mining concessions assigned last year expected to generate £3 billion and 1000 jobs, the potential for Mozambican candidates around the world to join a buoyant market in 2014 is driving applicants to events like Careers in Africa’s Recruitment Summit in Lisbon this May.
London, UK. Amongst all the bad news stories about rising energy costs and the risks associated with technologies like fracking and wind farms, good news stories can get lost.

In Mozambique, the potential for natural reserves of coal and gas to produce substantial changes to living conditions, education and income is being supported by the mining industry and the national government, working in harmony. Unlike some other African nations where restrictions on mining apply, Mozambique has successfully merged its national interests with outside investment to create robust structures and new sources of income for its citizens.
Mozambique’s renaissance has been supported by the mining industry and has created a vibrant Mozambique mining recruitment sector. In this area, outside expertise and internal labour pools have combined to give Mozambicans, and expats, new sources of income and prosperity. Increasingly, companies are looking to Mozambique nationals to fill all roles, driving investment in recruitment events around the world, such as Global Career Company’s Careers in Africa Lisbon.

Recruitment and prosperity

Claudio Osorio, a recruitment consultant who specialises in the Mozambique market argues that this is a great opportunity for mining professionals as well as the country itself,”While the mining sector isn’t strong in all markets, its potential in Mozambique is clear. This is having an impact on mining professionals around the world with Mozambican work authorisation, who are gearing up for a return to the country. It’s going to be an exciting year!”
Mozambique’s coal and gas reserves – along with its energetic internal business culture – make it one of the most promising countries for the global mining sector. Research conducted by Fast Market Research makes clear that rapid growth in production and associated industries can be expected in 2014 and that this will bring both challenges and opportunities for Mozambique mining HR. Recent survey activity and the discovery of large reserves of natural gas have given the whole Mozambique mining recruitment sector a new dynamism, both inside national borders and internationally. It’s expected that the four new mining concessions assigned last year will be worth around £3 billion and are anticipated to produce around 1,000 new jobs. These needs are driving companies to explore the opportunities created by recruitment events,“The market is buoyant,” Notes Osorio, “our competitors are opening new events focused on Mozambique, while we’re seeing an upsurge in both candidate and client interest in our Lisbon Summit, which is running its 7th edition in 2014.”

New employment locally, the creation of a business environment that supports entrepreneurs as well as giving sustainable income to coalminers, and greater energy security globally – Mozambique’s mining sector is set to be a good news story in 2014, one that Osorio believes Careers in Africa Lisbon can support,
“Our Summit relies on pre-screening, connecting the best professionals with the best employers. For those aiming to source professionals internationally, the way to be confident in your investment is to trust the pre-screening process. You know you’re meeting candidates who are worth the trip that way.”

Global Career Company’s Careers in Africa Recruitment Summit will take place in Lisbon in May 2014. Prospective candidates and companies interested in attending should visit www.careersinafrica.com for further details.

Ends

Careers in Africa survey of Angolan database worldwide in December 2013. 329 respondents completed the survey.

Key Facts

Company established – 2002
Projected applicants – 15,000
Previous Summit hires for Africa – 7000+
African countries recruited for – 45
Professionals in Global Career Company’s emerging markets networks – 500,000+
Sectors covered – All, with energy, finance, FMCG, IT/telecoms, mining and professional services particularly prominent