Country Manager Angola

Deloitte Consulting Overseas Projects LLC seeks individuals who have a passion for making a difference in the lives of people in the Southern African region and demonstrate leadership, versatility and integrity in their work. We are seeking exceptional International Consultants and Southern African residential candidates for the USAID Southern Africa Energy Program (SAEP).

The USAID Southern Africa Energy Program works to advance energy policy and regulatory reform, and accelerate investment to increase power generation and access to electricity throughout the region. According to World Bank data, less than 25% of the non-South African population living in the Southern African region have access to electric power. The limited reliable power affects the competitiveness of Southern African industry, agriculture, and the economic opportunity and health conditions for rural populations, women, and youth. Through strengthening the enabling environment and facilitating public and private transactions, SAEP leverages the momentum of private investment to help focus SAEP’s resources in ways that best support the reform of national and regional energy ecosystems. At the same time, SAEP produces the tangible results needed to create a sustainable cycle of additional reforms, increased investment and continued political will.

 

Position Description, Objectives and Project Overview:

The objective of USAID’s Southern Africa Energy Program (SAEP) is to increase electricity availability and access in Southern Africa. This is to be done by facilitating transactions and strengthening the enabling environment for public and private sector investment in the power sector. SAEP will address five (5) key constraints to such investment: i) ineffective regulation, planning and procurement for energy; ii) low commercial viability of utilities; iii) limited regional harmonization and cross border electricity trade; iv) lack of demonstrated and scaled clean and renewable energy and energy efficiency technologies and practices, and v) weak institutional and human resource capacity for energy sector management.

 

Under this task, the consultant will serve as SAEP Angola Country Manager and, where appropriate, as a technical advisor to support SAEP activities in the region.  Specifically, this will include providing assistants to RNT to establish a Project Management Office for the transmission projects and ENDE to establish an Electrification Management Unit for connection work. The Country Manager will act as the main point of contact for public and private sector stakeholders in Angola and coordinator of SAEP communications, technical activities, and engagement in the country.

 

Responsibilities:

The Angola Country Manager will support the Deputy Chief of Party – Technical, Outcome 2 and Outcome 3 Leads.  The Country Manager shall perform, oversee, and support the performance of the following specific duties but not necessarily be limited to:

  • Fully understand SAEP’s objectives, strategies, and planned activities in Angola and, to the extent necessary, the region to enable fluent and effective communication about the project to stakeholders;
  • Working closely with SAEP leadership, engage with and coordinate SAEP activities and communications with energy sector stakeholders in Angola, with a particular focus on connections, rural electrification and transmission infrastructure development activities. These stakeholders will include, but will not necessarily be limited to, the counterparts, namely state-owned electric utility companies –  ENDE (Distribution) and RNT (Transmission), public sector agencies like the Ministry of Energy and Water, Ministry of Finance, Ministry of Energy, the Regulatory agencies and any and all stakeholders identified herewith or afterwards, which impact the Prorgamme. It will also include private sector organizations, including financial institutions and project developers and institutions that provide relevant training and support to electrification and transmission activities in Angola;
  • Drawing on professional experience and networks within Angola and building on broader SAEP activities in the region, continually identify and cultivate opportunities for SAEP to engage and advance its objectives in Angola. This includes identification of key counterpart organizations and potential activity “champions” within them;
  • Serve as the SAEP point of contact in Angola to US Government and other donor/cooperating partner organizations in country, promptly and effectively conveying communications and information requests to SAEP Leadership in Pretoria;
  • Assist in project evaluations and codification of lessons learned on activities iso as to apply to new projects in the country as well projects throughout the SAEP region;
  • Working closely with SAEP Outcome Team Leads (OC2 and OC3) and their respective teams, project leaders, subject matter experts and other Angola Country Manager / Coordinators, actively support SAEP project planning, implementation, and management. This includes, but may not be limited to, identification and design of activities to be included in program work plans, preparation of detailed activity scopes of Work (SOWs), briefing papers, training summary reports, trip reports and other documents for technical advisors, host-country officials and/or US Government stakeholders;
  • Collect and contribute to analysis and reporting of in-country Monitoring and Evaluation (M&E) data and other status/progress reports;
  • In coordination with the SAEP Environmental Compliance Officer, ensure all projects delivered in -country are in compliance with the SAEP Environmental Monitoring & Mitigation Plan (EMMP);
  • Ensure proper support for trainings delivered in-country, including administrative and logistical support, building participation of local counterparts, and facilitation at training events;
  • As needed and at the direction of SAEP leadership, serve as a technical advisor in other SAEP geographies, based on professional qualifications, experience, and availability to complete tasks detailed in activity scopes of work; and
  • Others duties as assigned.

 

Minimum Skills, Educational Qualifications and Experience:

  • Bachelor’s degree with minimum of 10 years of experience in related fields; with 2-5 years’ experience in the Angola energy and in particular the power sector (policy, planning, regulatory experience advantageous);
  • Experience in developing country environments and experience in Southern Africa is required;
  • Prior experience on USAID or donor-funded projects preferable;
  • Proven written and oral communication skills; strong research, teamwork and interpersonal skills;
  • Full proficiency in English and Portuguese required;
  • High proficiency in Microsoft Office suite (e.g., Excel, Project, PowerPoint, Word);
  • Demonstrated ability to collaborate with others, driving results across multiple work streams; and
  • Strong individual initiative, including the ability to take ownership of work and work product, motivate others to produce strong work product and solve problems.

 

NOTE: No relocation cost will be covered by Deloitte Consulting Overseas Projects LLC or the USAID Southern Africa Energy Program.

Application Instructions:

Please send a cover letter and a CV (PDF or word format) that includes contact information and three references to [email protected] by COB, 31 October 2019. Please include the title of the position you are applying for in the subject line of the email. No telephone inquiries. Only shortlisted candidates will be contacted. SAEP will conduct interviews with shortlisted candidates either over the phone or in person. SAEP may also ask for writing samples or have the candidates write a sample in person for us to verify your writing capabilities.

Deloitte Consulting Overseas Projects LLC is an equal opportunity employer and does not discriminate in its selection and employment practices. All qualified applicants will receive consideration for employment without regard to race, color, religion, sex, national origin, political affiliation, sexual orientation, gender identity, marital status, disability, or protected veteran status, genetic information, age, membership in an employee organization, or other non-merit factors.

 


 

A Deloitte Consulting Overseas Projects LLC procura pessoas apaixonadas por fazer a diferença na vida das pessoas na região da África Austral e que demonstrem capacidade de liderança, versatilidade e integridade no seu trabalho. Estamos a recrutar Consultores residentes em Angola para o Southern Africa Energy Program da USAID (SAEP).

 

O Souther Africa Energy Program (SAEP) da USAID trabalha para apoiar nos avanços das políticas energéticas e nas reformas do sector regulatório e acelerar o investimento para aumentar a geração de energia e o acesso à eletricidade em toda a região. Segundo dados do Banco Mundial, menos de 25% da população, não residente na Africa do Sul, que vive na região da África Austral tem acesso à energia elétrica. A falta de energia ou de energia confiável afeta a competitividade da indústria da África Austral, a agricultura e as oportunidades económicas e condições de saúde para populações rurais, mulheres e jovens. Por meio do fortalecimento do ambiente propício e do apoio às transações públicas e privadas, o SAEP aproveita a dinâmica do investimento privado para ajudar a concentrar os recursos do SAEP a melhor apoiar a reforma dos ecossistemas energéticos nacionais e regionais. Ao mesmo tempo, o SAEP produz resultados tangíveis necessários para criar um ciclo sustentável de reformas adicionais, maior investimento e vontade política contínua.

 

Descrição da Posição, Objetivos e Visão Geral do Projeto:

 

O objetivo do Southern Africa Energy Program da USAID (SAEP) é aumentar a disponibilidade e o acesso à eletricidade na África Austral. Isso deve ser feito facilitando as transações e fortalecendo o ambiente propício ao investimento dos setores público e privado no setor de energia. O SAEP abordará cinco (5) principais restrições a esse investimento: i) regulamentação, planeamento e aquisição ineficaz de energia; ii) baixa viabilidade comercial de sectores públicos; iii) harmonização regional limitada no comércio transfronteiriço de eletricidade; iv) falta de tecnologias e práticas de energia renovável e de eficiência energética comprovadas e escalonáveis; e v) fraca capacidade institucional e de recursos humanos para a gestão do setor energético.

Sob esta actividade, o consultor atuará como Director Geral do SAEP Angola e, quando apropriado, como consultor técnico para apoiar as atividades do SAEP na região. Especificamente, a actividade inclui a assistencia à RNT para estabelecer um Gabinete de Gestão de Projetos para os projetos de transmissão e à ENDE para estabelecer uma Unidade de Gestão de Eletrificação para o trabalho de conexão de novos clientes. O Director Geral para Angola atuará como o principal ponto de contato das partes interessadas do setor público e privado em Angola e coordenador das comunicações, atividades técnicas e engajamento do SAEP no país.

 

Responsabilidades:

O Director Geral para Angola apoiará o Vice-Director do Programa – Líderes Técnicos, Outcome 2 e Outcome 3. O Director Geral para Angola deve executar, supervisionar e apoiar o desempenho das seguintes tarefas específicas, mas não necessariamente limitado a:

 

  • Compreender completamente os objetivos, estratégias e atividades planeadas do SAEP em Angola e, na medida do necessário, na região para permitir uma comunicação fluente e eficaz sobre o projeto às partes interessadas;
  • Trabalhando em estreita colaboração com a liderança do SAEP, engajar e coordenar as atividades e comunicações do SAEP com as partes interessadas do setor de energia em Angola, com um foco particular nas atividades de desenvolvimento de ligações de novos consumidores, eletrificação rural e infraestrutura de transmissão. Essas partes interessadas incluirão, mas não se limitarão necessariamente às contrapartes, ou seja, empresas estatais de eletricidade – ENDE (Distribuição) e RNT (Transmissão), agências do setor público como o Ministério de Energia e Água, Ministério das Finanças, as agências reguladoras e todas e quaisquer partes interessadas identificadas neste documento ou posteriormente, que impactam o Programa. Também incluirá organizações do setor privado, incluindo instituições financeiras e desenvolvedores de projetos e instituições que fornecem formação e apoio relevante às atividades de eletrificação e transmissão em Angola;
  • Alavancar a experiência profissional e as redes de contactos em Angola e desenvolver atividades mais amplas do SAEP na região, identificar e cultivar continuamente oportunidades para o SAEP engajar e promover os objetivos em Angola. Isso inclui a identificação das principais organizações do sector e possíveis “campeões” de atividades dentro delas
  • Servir como ponto de contato do SAEP em Angola para o governo dos EUA e outras organizações doadoras / parceiras no país, transmitindo rápida e efetivamente solicitações de comunicações e informações à liderança do SAEP em Pretória;
  • Auxiliar na avaliação de projetos e na codificação das lições aprendidas nas atividades, a fim de aplicar a novos projetos no país, bem como projetos em toda a região do SAEP;
  • Trabalhar em estreita colaboração com os Outcome Team Leads do SAEP (OC2 e OC3) e suas respectivas equipas, líderes de projetos, especialistas e outros gestores/coordenadores nacionais, apoiar ativamente o planeamento, implementação e gestão do projeto SAEP. Isso inclui, mas não é limitado a, identificação e elaboração de atividades a serem incluídas nos planos de trabalho do programa, preparação de escopos detalhados de atividades de trabalho (SOWs), documentos informativos, relatórios resumidos de formação, relatórios de viagem e outros documentos para consultores técnicos, funcionários do país anfitrião e / ou partes interessadas do governo dos EUA;
  • Compilar e contribuir para a análise e relatórios de dados de Monitoramento e Avaliação (M&A) no país e outros relatórios de status / progresso;
  • Em coordenação com o Diretor de Conformidade Ambiental do SAEP, garantir que todos os projetos entregues no país estejam em conformidade com o Plano de Mitigação e Monitoramento Ambiental do SAEP (EMMP);
  • Garantir o suporte adequado às formações ministradas no país, incluindo apoio administrativo e logístico, participação participativa junto das contrapartes locais e apoio aos eventos de formação;
  • Conforme necessário e sob a direção da liderança do SAEP, actuar como consultor técnico em outras geografias do SAEP, com base em qualificações profissionais, experiência e disponibilidade para concluir tarefas detalhadas nos escopos de atividades; e
  • Outras actividades, conforme solicitação.

 

Habilitações mínimas, qualificação educacionais e experiência profissional:

 

  • Bacharel com mínimo de 10 anos de experiência em áreas afins; com 2-5 anos de experiência no setor energético em Angola e, em particular, no setor de energia (política, planeamento, experiência regulatória é vantajosa);
  • Experiência em ambientes de países em desenvolvimento e experiência na África Austral;
  • Experiência prévia com a USAID ou em projetos financiados por doadores, é um factor preferencial;
  • Capacidade de comunicação escrita e oral comprovadas; forte pesquisa, trabalho em equipe e capacidade de relacionamento interpessoal;
  • Domínio de inglês e português como factor essencial;
  • Conhecimento avançado de  Microsoft Office (por exemplo, Excel, Project, PowerPoint, Word);
  • Capacidade demonstrada de colaborar com outras pessoas, gerando resultados em vários fluxos de trabalho; e
  • Elevado grau de iniciativa individual, incluindo a capacidade de se auto motivar no trabalho e nos resultados do trabalho, motivar outras pessoas a produzir trabalho de qualidade e resolver problemas.

 

NOTA: Nenhum custo de realocação será coberto pela Deloitte Consulting Overseas Projects LLC ou pelo Programa de Energia da USAID na África Austral.

Instruções para candidatura:

O candidato deve enviar carta de apresentação e CV (PDF ou formato Word) que inclua informações de contacto e três referências para, [email protected] , até 31 outubro de 2019. Por favor, inclua o título da posição que se está a candidatar na linha de assunto de o e-mail. Nenhuma consulta poderá ser realizada por telefone. Somente candidatos pré-selecionados serão contactados. O SAEP conduzirá entrevistas com candidatos pré-selecionados por telefone ou pessoalmente. O SAEP também pode solicitar amostras escritas ou solicitar que os candidatos escrevam uma amostra pessoalmente para que possamos verificar seus recursos de escrita.

A Deloitte Consulting Overseas Projects LLC é uma entidade empregadora com oportunidades iguais e não é discriminatória nos seus processos de seleção. Todos os candidatos qualificados serão considerados, independentemente da raça, cor, religião, sexo, nacionalidade, afiliação política, orientação sexual, identidade de gênero, estado civil, incapacidade ou status de veterano protegido, informações genéticas, idade, associação a uma organização ou outros fatores sem mérito.